Pages

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

capitulo 84

A noite

Não ache graça de minha inexperiência.
Sou moça. Sou moça criada em casa.
E não tenho grandes hábitos noturnos.
Sair de casa, durante a noite é um grande viagem para alguém como eu.
De noite a cidade tem mais vida, e mesmo sem a luz do sol tudo me parece mais bonito.
Mais convidativo.
Mais intrigante.
Sair durante a noite em um bairro da zona sul, é uma eterna observação de várias coisas.
Todas as TVs, por exemplo, sem nenhuma exceção estão ligadas na novela do horário da Globo.
Observações inúteis a parte.
O ar da noite trás mais liberdade.
Liberdade, de olhar para lua e pensar no quanto ela é brilhante.
Você sente vontade de estar arrumada.
Como as garotas que por você acabaram de passar.
Você está em direção a sua casa.
Elas na direção de um pouco de diversão.
Não importa o quanto eu tente, me acalme, pare e recomece a andar.
Seu destino vai chegando.
Sua liberdade se acabando
Suas vontades vão diminuindo.
A luz brilhante da lua e das estrelas se apagando.
A agitação vai se acalmando.
E sua vida volta à monótona calmaria do lar.
Não zombe de mim, precoce leitor.
A luz, a agitação, e as noites, só precisam esperar mais um tempo
Para possuir meu coração ardente.

2 comentários:

Victor Candiani disse...

Não zombe de mim, precoce leitor?

Machado de Assis pura!

Night Girl o/

Caa (: disse...

aa noite é intrigante *-*